To make it the best user experience for you to work with the website, select your language.

NtechLab & FindFace
na mídia

Sputnik

O CEO da NtechLab, Alex Minin, discute as possibilidades de introduzir as tecnologias de reconhecimento nas cidades do futuro. «Não há como recusar ou evitar o reconhecimento facial. A força policial é cara e não agrega valor, então o ideal é que a proporção policiais / população em geral seja a mais baixa possível. Nós pagamos pela força policial, então vamos minimizar isso. Se eles tiverem as ferramentas necessárias, isso pode ser feito» disse ele ao Sputnik.

Nanalyze

Fundada em 2015, a startup russa NtechLab obteve US $ 1,5 milhão em financiamento para desenvolver uma solução de reconhecimento facial para os clientes, onde nenhum dado biométrico é transferido ou armazenado pela empresa. Seu serviço não apenas verifica ou identifica rostos, mas reconhece a idade, gênero e emoções. Em 2017 em Washington, os algoritmos da empresa receberam elogios, vencendo a primeira competição de reconhecimento facial desenvolvida pela equipe de P&D liderada pelo Diretor de Inteligência Nacional. Com 2.000 clientes em todo o mundo, incluindo Reino Unido, Estados Unidos e China, a tecnologia da NtechLab é usada na segurança pública, sites de namoro, segurança, bancos, varejo, entretenimento e organização de eventos. Conversamos com o CEO da NtechLab, Alex Minin, para saber como a NtechLab está batendo de frente com as startups de visão computacional chinesas que levantaram centenas de milhões em financiamento.

Russia Beyond

A NtechLab, um desenvolvedor russo de software de redes neurais e aprendizado de máquina, criou um algoritmo de reconhecimento de emoção que pode detectar emoções analisando seu rosto. De acordo com a startup, a solução pode ser adaptada a diferentes setores de mercado, incluindo mídia e entretenimento, por exemplo, para testar um novo anúncio para saber que tipo de reação ele causou em um grupo de foco.

Biometric Update

A NtechLab ficou em segundo lugar no Desafio do Prêmio de Vídeo de Atividade Estendida (ActEV) do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) por usar inteligência artificial para detecção de atividade. A empresa planeja aplicar a tecnologia em produtos para os setores industrial, farmacêutico e de cidades inteligentes, bem como sistemas de segurança.

Defence One

Este ano, Moscou se juntará a um número crescente de cidades globais cujas populações são monitoradas por programas de reconhecimento facial usando a IA. Agora as empresas russas que desenvolvem a inteligência artificial vão disputar a chance de ter seus programas liderar o show. Entre os principais candidatos ao cargo está a NtechLab, uma startup de IA cuja tecnologia de reconhecimento facial FindFace ganhou o prêmio Face Recognition Challenge da IARPA em 2017. No ano seguinte a tecnologia foi utilizada na Copa do Mundo e, supostamente, ajudou descobrir os furtos de propriedade e evitou outros crimes.

A NtechLab, um dos líderes mundiais em tecnologias biométricas, anunciou hoje a integração de tecnologia com a Genetec Inc (Genetec). Um provedor líder de tecnologia de soluções unificadas de segurança, segurança pública, operações e inteligência de negócios. A integração permite que os clientes da Genetec tenham acesso aos recursos avançados de reconhecimento facial do premiado algoritmo FindFace da NtechLab diretamente da plataforma unificada Security Center da Genetec.

Biometric Update

A NtechLab anunciou hoje uma nova parceria de integração que permitirá que os usuários do Genetec Security Center tenham acesso ao algoritmo de reconhecimento facial FindFace da NtechLab. FindFace Security cria maior consciência situacional e aumenta a eficiência das operações de controle, transformando fluxos de vídeo coletados por tecnologias de vigilância da Genetec em percepções valiosas com o uso de reconhecimento facial baseado em IA.

Tab 2